Drenagem Linfática

Drenagem linfática é preciso ou não após uma cirurgia plástica?

O pós-operatório é uma das fases mais importantes de uma cirurgia plástica. E uma dúvida muito comum entre a maioria das mulheres durante o pós cirúrgico é saber se realmente precisam ou não fazerem sessões de drenagem linfática.

Para entender melhor sua importância é necessário conhecer um pouco mais sobre a técnica e como ela age no corpo.

Mas primeiro você sabe o que é drenagem linfática? É isso que discutiremos nesse post.

O que é drenagem linfática?

Drenagem linfática é uma técnica manual de massagem, seu objetivo é estimular o sistema linfático a trabalhar de forma mais rápida.

A técnica além de melhorar a circulação em geral, relaxa o corpo e pode atuar no combate a gordura localizada – já que a massagem acelera o metabolismo do local.

Entre os principais benefícios da drenagem linfática estão: ativação da circulação sanguínea, redução da retenção de líquido, combate à celulite e o relaxamento corporal.

Para que serve a drenagem linfática pós cirurgia e quais seus benefícios?

Depois de um procedimento cirúrgico a passagem de líquidos através da parede dos vasos sanguíneos aumentam e os canais linfáticos são danificados, isso ocorre por ser um procedimento invasivo, que gera lesões no organismo, e danifica nervos e vasos.

A drenagem linfática nesses casos irá ajudar a tratar os edemas e as dores causadas por esse procedimento, além de ajudar a reduzir o tempo de cicatrização otimizando os resultados.

Além disso, a drenagem linfática ajuda na redução de inchaço do corpo, pois auxilia na rápida liberação de líquidos que são acumulados pelo organismo. Melhorando não apenas a circulação como também e aumentando a capacidade do corpo de absorver os hematomas.

Outro ponto importante é que a drenagem linfática nesses casos ajudam a evitar fibrose – que pode variar de paciente para paciente – e também a tratá-las, em especial para procedimentos como lipoaspiração e abdominoplastia.

Quantas sessões são necessárias?

Em geral são indicadas 10 sessões de drenagem linfática para casos de tratamentos pós-cirúrgicos, começando sempre entre o 4º e o 7º dia após a realização do procedimento.

Porém a quantidade de sessões pode variar de paciente para paciente. Pois cada corpo reage de uma forma diferente ao tratamento.

É essencial sempre realizar uma consulta de avaliação antes com um profissional, ele quem irá determinará quantas sessões serão necessárias para o seu caso.

Existe alguma contraindicação ou restrição de quem pode fazer?

Sim, a drenagem linfática pós cirúrgica é contra-indicado seguintes casos:

● Câncer, especialmente linfomas;
● Tuberculose;
● Infecções ou processos inflamatórios;
● Insuficiências renais, hepáticas ou cardíacas;
● Trombose venosa;
● Problemas cardiovasculares;
● Hipertiroidismo;

A drenagem linfática é uma parte indispensável do tratamento pós cirúrgico, e caso não seja realizada pode atrapalhar o resultado da cirurgia.

Ressaltando sempre que esse procedimento só deve ser iniciado com a liberação do médico responsável pela cirurgia.

E caso você deseje realizar o tratamento com um profissional não indicado pelo seu médico, sempre verifique seus cursos e certificado. Além disso, antes, procure sempre conhecer o local no qual será realizado o procedimento.

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato conosco e agende uma consulta clicando aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Gostaria de participar?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *